A Câmara Legislativa aprovou, em segundo turno, o PL 2.258/ 2021, de autoria do Poder Executivo, que desmembra a carreira Assistência Pública à Saúde, do quadro de pessoal do Distrito Federal, e cria a carreira Gestão e Assistência Pública à Saúde, no quadro de pessoal. A proposta, que altera a Lei nº 6.903/2021, garante o direito a 20 dias consecutivos de férias a cada seis meses aos servidores lotados no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), unidades de material e esterilização, apoio e remoção de pacientes, bancos de sangue, e laboratórios e serviços de radiologia que atendem urgências e emergências.

De acordo com o governador, Ibaneis Rocha, a proposta “visa a corrigir um erro material”, estendendo benefícios que já são garantidos a servidores da carreira em outras áreas, como pronto-socorro e terapia intensiva.
 

Mario Espinheira - Agência CLDF