Tooro

Nagashi é nome do ritual para 'iluminar caminho de entes queridos que morreram'; velas serão espalhadas no Lago Paranoá. Interessados podem enviar nome de pessoa que faleceu até este domingo (29).

A primeira edição do festival Tooro Nagashi chega a Brasília nesta segunda-feira (30). O evento é uma tradição japonesa, que consiste na colocação de lanternas em uma superfície de água, com o objetivo de iluminar o caminho dos entes queridos que morreram.

Segundo os organizadores, serão produzidas pequenas lanternas de papel que carregam os nomes dos falecidos. Quem quiser participar, deve preencher, até domingo (29), um formulário online com o nome do ente querido. O material é confeccionado de graça.

As lanternas serão colocadas no Lago Paranoá, no feriado, às 17h, no Clube do Congresso. Para evitar aglomeração, apenas os organizadores do evento vão posicionar as luzes na água.

A homenagem será gravada e transmitida durante a programação do Festival do Japão Brasília deste ano, marcado para os dias 5 e 6 de dezembro, de forma remota (veja detalhes abaixo).

‘Caminho da paz’

Tooru Nagashi, no Clube japonês de Avaré (SP), em imagem de arquivo — Foto: Divulgação

Tooru Nagashi, no Clube japonês de Avaré (SP), em imagem de arquivo — Foto: Divulgação

O ritual Tooro Nagashi (ou Toro Nagashi), vem da tradição do Japão para homenagear os antepassados. Os japoneses acreditam que o ato ajuda o ente falecido a encontrar um caminho de paz e de tranquilidade, explica Kuniyoshi Yasunaga, coordenador do Festival do Japão.

"O Toro é uma lanterna que vai flutuando na água. Dentro desta lanterna, vai uma vela, e o significado é que o espírito da pessoa vai ser iluminado com essa vela para seguir o caminho da paz", conta Yasunaga.

No país asiático, a cerimônia é realizada ao anoitecer do último dia de finados, data que lá é comemorada em agosto, durante três dias consecutivos.

Festival do Japão Brasília

Organizado desde 2012, o Festival do Japão é uma iniciativa da Federação das Associações Nipo-Brasileiras do Centro-Oeste. Neste ano, por causa da pandemia do novo coronavírus, será realizada uma versão online do evento.

As tradicionais comidas japonesas serão entregues por meio de delivery. Os organizadores também vão publicar vídeos de oficinas de técnicas orientais que podem ser feitas em casa. Entre elas, está a Kirigami, a arte de recorte de papel

Com informações do G1 DF