Polícia acredita que feto foi abortado, mas não sabe se de forma espontânea ou provocada. Autoridades pedem que população passe informações

atualizado 10/01/2022 18:04

sacola aberta com brasão de leão na lateral
Divulgação/PCDF

Um feto foi encontrado sem vida dentro de uma sacola na Usina Central de Tratamento de Lixo de Ceilândia, na manhã desta segunda-feira (10/1). Quem encontrou o corpo do bebê foi uma catadora que trabalha no setor.

Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a função da catadora é separar os materiais. Quando ela pegou uma bolsa no meio do lixo, sentiu que estava mais pesada que o normal e abriu para ver o conteúdo.

Veja a sacola em que o feto foi encontrado:

1

A mulher teria visto “partes provavelmente de um bebê” e, após levar a bolsa para um lugar seguro, confirmou que se tratava de um feto. Depois disso, ela e um amigo acionaram a PCDF e a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

As autoridades ainda não sabem a idade do bebê nem há quanto tempo ele morreu. Essas informações serão confirmadas pela perícia.

“Muito provavelmente esse caminhão descarregou essa mochila hoje pela manhã, pela informação que a gente teve, então pode ter sido recolhido na data de ontem. Embora a ocorrência tenha sido registrada hoje, o desaparecimento pode ter acontecido desde a data de ontem [9/1], ou sábado [8/1]”, ponderou o delegado Vander Braga, da 23ª Delegacia de Polícia (P Sul), que investiga o caso.

“Pedimos a divulgação das fotos da mochila ao máximo, alguém da família que conhece essa pessoa [que descartou o feto] vai identificar e fazer a denuncia”, afirmou o delegado. Segundo Vander, trata-se de um feto abortado, mas não se sabe se de forma espontânea ou provocada.

Qualquer pessoa que tenha informação sobre o descarte do feto pode entrar em contato com a 23ª DP no telefone 3207-7970, 3207-7980 ou no 197

Com informações do Metrópoles-DF