Social-L@B será espaço de experimentação e aprendizado para o aperfeiçoamento dos serviços socioassistenciais e a melhoria dos serviços públicos.

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal (Sedes) publicou nessa sexta-feira (8), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), portaria que institui o Laboratório de Inovação Social (Social-L@B). O objetivo é conectar pessoas e ideias para o desenvolvimento de soluções criativas, inovadoras e inclusivas que gerem mudanças nas áreas de atuação no âmbito da Sedes.

O Social-L@B é aberto a servidores de todas as áreas técnicas e órgãos públicos e estagiários que desejem colaborar com a iniciativa, sem prejuízo das suas funções nos respectivos órgãos de atuação | Foto: Renato Raphael/Sedes

O Social-L@B será implementado como um espaço de experimentação e aprendizado para pessoas comprometidas com o aperfeiçoamento dos serviços socioassistenciais, da gestão e da melhoria dos serviços públicos. A ideia é que sejam estabelecidas reuniões periódicas com a equipe na sala de inovação da Subsecretaria de Gestão da Informação, Formação, Parcerias e Redes, na Sedes e no Centro de Treinamento e Capacitação (CTC).

O espaço é aberto para servidores de todas as áreas técnicas e órgãos públicos e estagiários que desejem colaborar com a iniciativa, sem prejuízo das suas funções nos respectivos órgãos de atuação.

“A ideia é que seja um espaço voltado para o desenvolvimento de soluções com menos burocracia e mais eficiência para os serviços públicos”Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

“É um espaço transversal, porque atua em todas as áreas da secretaria. Apesar de ser coordenado pelo nosso setor, será um espaço onde todos os servidores podem participar e ter um lugar de fala. A proposta é que ele venha a ser um lugar onde as pessoas vão pensar novos serviços, melhorias e interlocução com outros entes de inovação”, destaca o subsecretário de Gestão da Informação, Formação, Parcerias e Redes, Rodrigo Freitas.

Compete ao Laboratório de Inovação Social, por exemplo, promover, participar e fomentar a criação e operacionalização de redes de cooperação técnica; incentivar a inovação, modernização e a capacitação tecnológica das unidades da Sedes e apoiar unidades na busca de soluções de problemas complexos, com base em metodologias de inovação que considerem a colaboração institucional e a experimentação como meio de qualificação e aprimoramento dos serviços socioassistenciais, da gestão e da melhoria dos serviços públicos.

São objetivos do Laboratório, ainda, desenvolver ações e implantar métodos e técnicas para adoção de modelos e procedimentos de trabalho que visem alcançar padrões de excelência; viabilizar ações de Ciência, Tecnologia e Inovação, em consonância com as Políticas Públicas relacionadas no âmbito do Setor Público; e estabelecer parcerias com órgãos e instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, que atuem em pesquisa, ciência, tecnologia e inovação.

“A ideia é que seja um espaço voltado para o desenvolvimento de soluções com menos burocracia e mais eficiência para os serviços públicos. A intenção é que todos colaborem com novas ideias e propostas para aprimorar os nossos serviços para a população em vulnerabilidade social. Esse espaço de novas ideias vai auxiliar a gestão no desenvolvimento de ações também voltadas para o servidor”, pontua a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

Da redação com informações da Sedes