GDF destina crédito suplementar ao Fundo de Amparo à Cultura, totalizando R$ 144,6 milhões para o segmento só neste ano

O setor cultural nunca recebeu tanto incentivo no Distrito Federal. Um crédito suplementar no valor de R$ 91,6 milhões está garantido para reforçar o Fundo de Apoio à Cultura (FAC). Com isto, o Governo do Distrito Federal vai totalizar a distribuição de R$ 144,6 milhões do fomento apenas em 2021. É o maior valor investido no setor em todas as 27 unidades federativas brasileiras.

“A área de cultura tem um importante papel na sociedade e também na economia do DF. Esse fomento de mais de R$ 144 milhões será importante na manutenção de atividades culturais prejudicadas pelas medidas sanitárias impostas na pandemia. Também sabemos que vai colocar comida no prato de muitos artistas que até então não viam outra alternativa para dar prosseguimento aos seus trabalhos”, avalia o governador Ibaneis Rocha.

Agora a Secretaria de Cultura e Economia Criativa vai realizar, já a partir desta quinta-feira (16), consulta pública com vistas à publicação, na próxima semana, do edital FAC Brasília Multicultural 2.

O secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues comemora a chegada de mais recursos – que somados aos já destinados no primeiro semestre – faz com que o DF tenha o maior programa de fomento à cultura do Brasil em 2021.

“Estamos dando prioridade à periferia e agentes culturais que nunca tiveram acesso a recursos do FAC. Nas próximas horas vamos divulgar as linhas de financiamento, destacando o audiovisual (cinema), eventos e festivais que irão promover emprego e renda na cidade como nunca nesse segmento”, destacou.

O Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo foi aprovado pela Câmara Legislativa do Distrito Federal na sessão desta quarta-feira (15). A comunidade cultural pode encaminhar suas sugestões até 20 de setembro, pelo e-mail consulta.editaisfac@cultura.df.gov.br.

Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa