Cerca de 2,1 mil funcionários são esperados desta quinta-feira (29) a sábado (31), na Praça dos Cristais, no Setor Militar Urbano

Começa na noite desta quinta-feira (29) a vacinação dos profissionais da Educação remanescentes — aqueles que não puderam atender ao chamado entre 21 de maio e 2 de junho, nas primeiras fases do plano de imunização da pasta

Após levantamento feito nas 14 coordenações regionais de ensino (CREs), a Secretaria de Educação (SEE) listou 2.100 profissionais que ainda não foram imunizados e os dividiu em três grupos de 700 cada um, que serão vacinados respectivamente nesta quinta (29), na sexta (30) e no sábado (31). Para tanto, está reservado um posto de imunização único: a Praça dos Cristais, no QG do Exército — Setor Militar Urbano. A vacinação ocorre exclusivamente à noite, entre as 18h e as 22h.

Como a maioria dos demais profissionais da rede pública de ensino, os remanescentes vão receber a vacina da Janssen, cujo protocolo de uso prevê apenas uma dose para atingir a imunização máxima. Todos receberam a nova convocação por e-mail, encaminhado pelas escolas em que trabalham. Além disso, a lista com os nomes está sendo publicada a cada dia no site da Secretaria de Educação.

Quando forem à Praça dos Cristais, os remanescentes devem levar um documento pessoal com foto, o contracheque e a ficha para registro de doses aplicadas preenchida. A ficha pode ser baixada aqui.

Antecipação

Além da convocação dos remanescentes, o Plano de Vacinação da Educação está oferecendo a segunda dose antecipada para o grupo de seis mil profissionais que tomaram a primeira dose (D1) da vacina AstraZeneca entre 21 de maio e o dia 2 deste mês. Esse grupo é formado por profissionais das creches públicas, das creches parceiras da rede pública, creches privadas e também por gestores das escolas públicas.

Profissionais de creches e gestores escolares que tomaram a D1 da AstraZeneca entre maio e junho devem cumprir o intervalo mínimo de 60 dias para receber a D2

A segunda dose (D2) desse imunizante está sendo oferecida desde terça-feira (27) em todos os pontos de vacinação contra covid-19 do DF. Para recebê-la, o profissional da Educação deve ir ao ponto mais próximo de sua casa, portando o cartão de vacinação e o crachá, contracheque ou declaração da unidade escolar que comprove o vínculo profissional.

É preciso observar o cumprimento do prazo mínimo de 60 dias contados a partir da primeira dose. Dessa forma, quem tomou a primeira em 2 de junho, por exemplo, precisa esperar pelo menos até terça-feira (3/8) para buscar a antecipação da segunda dose.

Com informações da Secretaria de Educação