Serão cerca de 8,5 mil vidas contempladas, além dos dependentes que podem chegar a 40 mil pessoas

Os policiais civis do Distrito Federal ativos, inativos e pensionistas serão beneficiados com o convênio de assistência médica para funcionários da capital, o GDF Saúde. O convênio foi firmado nesta quarta-feira (24) com o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do DF (Inas). Serão cerca de 10 mil vidas que serão contempladas, além dos dependentes que podem chegar a 40 mil pessoas.

“Esse é mais um compromisso que cumprimos com a Polícia Civil. Havia entraves que impediam a participação da categoria no plano de saúde do Inas, mas era uma questão de justiça. Agora eles também terão esse benefício”, afirma o governador Ibaneis Rocha.

Como os policiais civis são mantidos pelo Fundo Constitucional, o próximo passo é aguardar o envio do valor da mensalidade e da coparticipação estipulados pelo Ministério da Economia. Em seguida, o servidor poderá se cadastrar no GDF Saúde.

Policias civis da ativa e inativos poderão ingressar no GDF Saúde | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

“Cuidar da saúde dos nossos profissionais de segurança pública e dos familiares é essencial para que eles possam prestar o melhor serviço possível à sociedade. Esse cuidado é, também, uma forma de valorizar e reconhecer o trabalho que esses profissionais vêm desempenhando, mesmo diante do cenário da pandemia. Gostaria de parabenizar o governador Ibaneis Rocha por essa iniciativa histórica. Esses suporte e cuidado serão uma motivação a mais para o trabalho da segurança pública do Distrito Federal”, diz o secretário de Segurança, Anderson Torres.

O presidente do Sindicado dos Policiais Civis do DF, Alex Galvão, agradeceu ao governador Ibaneis Rocha e a todas as autoridades responsáveis pelo ganho da corporação. “Muitos policiais não possuem plano de saúde, que é de suma importância, principalmente neste momento de pandemia que estamos vivendo”, comemora.

O presidente do Inas-DF, Ney Ferraz, lembra que ao serem beneficiados com o plano de saúde, a corporação será atendida pela iniciativa privada, desafogando o Sistema Único de Saúde (SUS). “Surgirão mais vagas pelo SUS. Os policiais civis estarão protegidos e amparados pelo convênio”, ressalta.

“A assinatura desse convênio estava sendo ansiosamente aguardada pela Polícia Civil. Significa um enorme ganho para todos nós. Deixo aqui meu agradecimento, em nome da PCDF, ao governador Ibaneis Rocha; ao secretário de Economia, André Clemente e ao presidente do Unas, Ney Ferraz.”, comemora o diretor-geral da PCDF, Robson Cândido.

Na avaliação do Secretário de Economia, André Clemente, o convênio com o GDF Saúde é uma forma de reconhecimento. “Enquanto servidor público, pai e mãe de família, em um momento em que as forças policiais são tão exigidas no combate à pandemia”.

Com informações da Agência Brasília