Levantamento mostra que 2020, mesmo afetado pela pandemia, teve mesmo contingente de estudantes do ano anterior

A matrícula geral na rede pública vinculada à Secretaria de Educação do Distrito Federal se manteve estável, com pequena queda, no ano de 2020. Os destaques foram para o ensino médio, que cresceu, e para as creches conveniadas, com vagas financiadas pelo Poder Público, nas quais a Secretaria de Educação ampliou o atendimento. Os dados são do Censo Escolar do DF de 2020, publicado nesta segunda-feira, 22.

No ano passado, foram registradas 454.668 matrículas em 683 escolas, todas do ensino regular. Em 2019, o número havia sido ligeiramente maior — 456.109 matrículas, queda de 0,32% em 2020, portanto.

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações sobre a educação básica no Distrito Federal. Reúne, entre outros, os seguintes dados: cadastro das escolas, número de salas de aula, turmas, matrículas, professores e rendimento escolar.

Os indicadores abrangem as diferentes etapas (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio) e modalidades (educação especial, educação de jovens e adultos e educação profissional).

 A coleta é realizada anualmente e acontece desde 2020 em meio eletrônico, pelo site censo.se.df.gov.br.  No ano passado, a data de realização da coleta de dados foi 11 de março.

Painel interativo — clique aqui