Foi exonerado o Diretor-Geral da Câmara dos Deputados, o ex-diretor trabalhou nos Governos Agnelo Queiroz (PT-DF), e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Sérgio Sampaio deixa o comando da casa por ordem de Arthur Lira (PP-AL)

Últimas notícias

6/recent/ticker-posts

Foi exonerado o Diretor-Geral da Câmara dos Deputados, o ex-diretor trabalhou nos Governos Agnelo Queiroz (PT-DF), e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Sérgio Sampaio deixa o comando da casa por ordem de Arthur Lira (PP-AL)

 

Arthur Lira decide trocar o diretor-geral da Câmara dos Deputados
Sérgio Sampaio, indicado por Maia, sai
Celso Correia Neto deve ser nomeado
É o maior cargo administrativo da CasaO presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), circulando pela Câmara quando ainda era candidato ao posto, ao lado de Major Vitor Hugo (PSL-GO).

Sérgio Lima/Poder360

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), trocará o diretor-geral da Casa. O atual diretor, Sérgio Sampaio, confirmou a informação ao Poder360. Sampaio atuou nesse cargo por 15 anos desde 2001.

Deixou a cadeira apenas em duas ocasiões, quando assumiu funções no governo do Distrito Federal (2011-2013 e 2015-2018). Em seu lugar deve ser nomeado o consultor legislativo Celso Correia Neto.

É prerrogativa do presidente da Casa escolher o diretor-geral. Sampaio havia sido nomeado por Rodrigo Maia (DEM-RJ). A cadeira é a mais importante administrativamente da Câmara. 
A mudança deve ser efetivada na 4ª ou 5ª feiras (17 ou 18.fev.2021).

À Diretoria Geral compete planejar, coordenar, orientar, dirigir e controlar todas as atividades administrativas da Casa, de acordo com as deliberações da Mesa.

Estão diretamente subordinadas ao cargo, entre outros órgãos, a Diretoria Legislativa, a Diretoria Administrativa e a Diretoria de Recursos Humanos.

“Absolutamente normal haver mudanças em cargos estratégicos quando uma nova Mesa Diretora é eleita na Câmara. Não sei dizer da motivação, mas considero absolutamente normal mudanças em funções de confiança”, disse Sampaio.

Correia Neto é graduado em direito pela Ufal (Universidade Federal de Alagoas) e doutor em direito financeiro e tributário pela USP (Universidade de São Paulo). Além de atuar como consultor legislativo na Câmara, é professor de direito no IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público)

Mateus Maia, Poder360/A Politica e o Poder 

Postar um comentário

0 Comentários