A revolta e indignação da categoria vem em razão da não regulamentação do bônus de eficiência

Mais 17 chefes da Receita Federal anunciaram saídas dos cargos de chefia do órgão. Desta vez, os servidores da Coordenação-Geral de Pesquisa e Investigação (Copei) pediram exoneração nesta quinta-feira (23/12). O órgão é fundamental no combate à sonegação, lavagem de dinheiro e crimes financeiros.

Os auditores tomaram a decisão após inúmeras audiências virtuais promovidas pelo Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco) ocorridas hoje. A revolta e indignação da categoria vem em razão da não regulamentação do bônus de eficiência — um benefício que é bastante criticado entre os demais servidores do Ministério da Economia, que não têm o mesmo privilégio.

Ao todo, quase 700 servidores já largaram os cargos de chefia do órgão desde a aprovação do Orçamento de 2022, ocorrido na última terça-feira (21). A peça contempla apenas policiais federais para as questões de aumento salarial, reestruturação e estruturação de carreiras - para a polícia penal federal. 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) foi quem correu atrás da verba para a categoria, numa tentativa de reaproximação com a base aliada. As relações dos policiais com o chefe do Executivo ficaram estremecidas desde 2019, quando os profissionais de segurança pública se sentiram "traídos" com a Reforma da Previdência. Em diversos trechos do texto, como a questão da aposentadoria e reajuste dos salários, bem como a estruturação da carreira, são os pontos de maior divergência e animosidades com os servidores. 

Confira o manifesto na íntegra

Os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil abaixo nominados, titulares e substitutos da
Coordenação-Geral de Pesquisa e Investigação (Copei) e suas subunidades, requerem a
exoneração imediata dos cargos de chefia e substituição que atualmente ocupam.


Temos plena ciência da importância das competências e atividades privativamente
desempenhadas pelos Auditores-Fiscais, fundamentais ao funcionamento do Estado brasileiro.
Sabemos também do papel estratégico desempenhado pela Copei na atuação da Receita
Federal, no Sistema Brasileiro de Inteligência e no combate às diversas modalidades de crimes
financeiros, aduaneiros e tributários. Estamos certos, também, de que há momentos que
requerem ações visando resultados mediatos, que se sobrepujam ao compromisso com
potenciais resultados imediatos.


Não podemos e tampouco nos furtaremos à luta, quando nossa Instituição sofre o presente
aviltamento através do corte dos recursos necessários ao seu funcionamento. Funcionamento
cujo resultado é a garantia da arrecadação necessária à atuação do próprio Estado. Ademais, tal
solicitação se deve ao descaso demonstrado pelo atual governo ao tratar da pauta
remuneratória da categoria, descumprindo o compromisso assumido para instituir a
regulamentação do bônus de eficiência, atrasada e aguardada há cinco anos.


Considerando o exposto, entendemos que a situação atual se mostra incompatível com o
empenho no exercício de nossas funções. Assim, solicitamos nossa exoneração do cargo ou
função que ocupamos, com efeitos imediatos.

Brasília, 23 de dezembro de 2021


Assinado digitalmente


Auditor-Fiscal Tiago de Sousa Pereira – Dipes
Auditor-Fiscal Wylkson Pinheiro da Silva – Divin
Auditor-Fiscal Silvio Carlos Azevedo Andrade – Espei02
Auditor-Fiscal Edeoney Cláudio Cavalcante Sombra – Espei03
Auditor-Fiscal Rafael de Oliveira Bezerra Cavalcanti – Espei04
Auditor-Fiscal Thiago Pereira Almeida – Espei04
Auditora-Fiscal Maria Cristina Campos Bastos – Espei05
Auditor-Fiscal José Ricardo Zeitoune – Espei09
Auditor-Fiscal Edson Shinya Suzuki – Espei09
Auditor-Fiscal Alexandre Mocelin – Espei10
Auditor-Fiscal Adeilton Reis de Miranda – Nupei01
Auditor-Fiscal Lorenzo Bittencourt Hentschke – Nupei01
Auditora-Fiscal Ruth da Silva Pessoa – Nupei02
Auditor-Fiscal Alexandre Vervloet - Nupei07
Auditor-Fiscal Luís Felipe do Amaral Montesso – Nupei08
Auditor-Fiscal Marcelo Rogério Ianella – Nupei08
Auditor-Fiscal Marcelo Silva Nunes – Sapei04

Com informações do CB