Dados alcançados resultam de uma série de ações do DF Mais Seguro, programa estruturante da Segurança Pública do DF, e forças de segurança

A redução dos crimes contra a vida tem colocado o Distrito Federal em destaque no cenário nacional. Por dois anos – 2019 e 2020 – foram alcançadas marcas recordes, com o menor número de homicídios dos últimos 35 e 41 anos, consecutivamente. Neste ano, as reduções continuam. O último mês, por exemplo, foi o mês de setembro com o maior número de vidas poupadas dos últimos 22 anos. Os dados alcançados resultam de uma série de ações do DF Mais Seguro, programa estruturante da Segurança Pública do DF, e forças de segurança.

A ação evidencia o trabalho integrado das forças de segurança e demais órgãos do Governo do Distrito Federal  | Foto: Divulgação/SSP/DF

Uma das estratégias adotadas foi a criação da operação Quinto Mandamento. Realizada aos finais de semana – de sexta a domingo – sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF), reúne as forças de segurança – polícias Militar (PMDF) e Civil (PCDF), Departamento de Trânsito (Detran-DF), Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), DF Legal e Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF). Em pouco mais de dez meses, as ações resultaram em quase doze mil abordagens pessoais e quase dois mil veículos. No período,  quase sete mil servidores atuaram na ação, com uso de mais de duas mil viaturas.

“A presença policial, de fato, já inibe a prática criminosa e as abordagens são extremamente necessárias, pois complementam a atuação policial, e possibilitam que seja possível retirar das ruas pessoas com pendências judiciais e fazer apreensões de drogas e armas”, explica o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

De forma conjunta, a PMDF e a PCDF abordaram 11.693 pessoas e checaram 1.812 veículos, de janeiro até o último final de semana

A ação evidencia o trabalho integrado das forças de segurança e demais órgãos do Governo do Distrito Federal. “A avaliação dos resultados da Quinto Mandamento é sistemática e semanal, o que torna possível ajustar nossos processos de gestão as ações policiais. Um determinado crime pode aumentar ou diminuir num período, por isso é tão importante que essa avaliação seja sistêmica, para que possamos agir pontualmente e atingir resultados cada vez melhores”, completa Danilo.

No último final de semana, a operação foi realizada em Arniqueira, Guará I e II Estrutural, Águas Claras e Sol Nascente/Pôr do Sol. “Conseguimos adaptar a operação às nossas ações. Na última sexta-feira (22), realizamos uma grande ação em Arniqueira, com participação do secretário de Segurança e comandantes das corporações. No final de semana, realizamos a ação por dois dias na Estrutural, como parte das ações da Área de Segurança Prioritária (ASP), o que tem ocorrido semanalmente desde o lançamento do projeto da região”, explica o secretário Executivo de Segurança Pública, Milton Neves.

Em dez meses, os bombeiros fiscalizaram 802 estabelecimentos comerciais, em que orientaram comerciantes sobre a importância de manter em dia a documentação e cumprir exigências, como sinalização das saídas de emergência

Em Arniqueira, a ação contou também com a participação da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape), com a intensificação da fiscalização de custodiados em prisão domiciliar e saída temporária e também  monitorados por tornozeleira na região.

“Pela terceira vez estamos integrando a Operação Quinto Mandamento, da SSP/DF. A Seape participou da operação com a fiscalização de custodiados e de pessoas monitoradas pelo Centro de Monitoração Eletrônica (Cime) durante a operação. Essa integração com as demais forças de segurança e outros órgãos de governo tem se mostrado cada vez mais eficiente para trabalho desenvolvido pela pasta e pela própria Polícia Penal dentro do contexto da segurança”, pontuou o secretário de Administração Penitenciária, Geraldo Nugoli.

Abordagens policiais

De forma conjunta, a PMDF e a PCDF abordaram 11.693 pessoas e checaram 1.812 veículos, de janeiro até o último final de semana. Durante as abordagens, tanto pessoais quanto veiculares, foi feita a verificação de documentos, como carteira de habilitação e registro do veículo.

A parceria entre as duas instituições resultou ainda na recuperação de veículo, apreensão de substâncias entorpecentes, simulacros, armas brancas e de fogo. Foram aplicados 68 testes de bafômetro e consulta a 199 mandados de prisão.

Bombeiros

Em dez meses, os bombeiros fiscalizaram 802 estabelecimentos comerciais, em que orientaram comerciantes sobre a importância de manter em dia a documentação e cumprir exigências, como sinalização das saídas de emergência.

Detran

O Detran, com apoio do DER e da PMDF, consultou 2401 veículos durante abordagens realizadas em pontos de bloqueios montados em entradas e saídas das regiões administrativas que a Quinto Mandamento foi realizada. Foram aplicadas 789 por infrações diversas, como descumprimento ao Código Trânsito Brasileiro (CTB), e outras 769 por alcoolemia administrativa. Foram removidos, ainda, 150 veículos ao depósito por apresentarem inconsistências. Cento e quarenta e cinco pessoas estavam dirigindo sem habilitação.

DF Legal

A Secretaria DF Legal, com apoio policial, abordou  2.665 estabelecimentos comerciais. Os fiscais interditaram 132 comércios. Outros 97 foram multados. De acordo com o secretário da DF Legal, Cristiano Mangueira, as medidas de segurança sanitária também foram observadas durante as abordagens.

“Em todos os momentos desses mais de um ano juntos, a DF Legal e a SSP estiveram ombreadas na manutenção da ordem pública. Essa parceria e integração foram fundamentais no combate à pandemia da Covid-19 e será, por muito tempo, na fiscalização das atividades econômicas e de desordens sociais e urbanas ou qualquer tipo de situação que beneficie a criminalidade no Distrito Federal”.

Com informações da SSP/DF