Objetivo foi conhecer as equipes, infraestrutura, profissionais que atuam naqueles locais e o fluxo de atendimento à população

O secretário de Saúde, Manoel Pafiadache, fez uma visita técnica, nesta terça-feira (28), a quatro unidades de saúde da Região Sudoeste, todas elas em Samambaia. O objetivo da visita foi conhecer as equipes, infraestrutura das unidades, profissionais que atuam naqueles locais e o fluxo de atendimento à população disponibilizado na rede pública de saúde.

Durante as visitas técnicas, o secretário Manoel Pafiadache pôde conhecer o fluxo de atendimento à população disponibilizado na rede pública de saúde | Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

A visita ocorreu na UBS 7 de Samambaia, Centro de Atenção Psicossocial III adulto, Policlínica de Samambaia e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia. A atividade contou com a presença do superintendente da Região Sudoeste, Luciano Gomes, e equipe. Além do coordenador de Atenção Primária à Saúde, Fernando Erick Damasceno.

A Unidade Básica de Saúde 7 de Samambaia foi o primeiro local a ser visitado. Hoje, a UBS atende cerca de 32 mil usuários e disponibiliza sete equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF), um Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf) e cinco equipes de saúde bucal. Além disso, possui sala de vacinação e uma sala de medicamentos para casos em que é necessário fazer alguma medicação mais complexa.

É interessante saber que tem a possibilidade de residência dentro da UBS, dessa forma as equipes da unidade nunca ficam desassistidas ou sem médicos”Manoel Pafiadache, secretário de Saúde

A UBS 7 de Samambaia é também uma UBS Escola e recebe residentes em medicina de família. Além disso, há capacitação de médicos e enfermeiros semanalmente, o que deixou o secretário muito satisfeito.

“É interessante saber que tem essa possibilidade de residência dentro da UBS, dessa forma as equipes da unidade nunca ficam desassistidas ou sem médicos”, observou Pafiadache, tendo em vista que hoje, das sete equipes de ESF, três que não possuem médicos são assistidas pelos residentes.

Segundo Luciano Gomes, superintendente da Região Sudoeste, a UBS 7 de Samambaia atende cerca de 200 pessoas por período, além de resolver 80% das demandas de pacientes sem necessidade de encaminhamento para a Atenção Secundária ou hospitalar.

O segundo ponto da visita foi o CAPS III adulto, que funciona 24 horas e atende os casos de transtornos mentais de moderado a grave, podendo até internar pacientes. Quando há alguma intercorrência clínica, o paciente é encaminhado para as UPAs e, no caso de intercorrências psiquiátricas, o encaminhamento é para o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP).

O secretário visitou toda a estrutura e gostou de ver uma horta fitoterápica no terreno do CAPS III, que é cultivada e cuidada pelos pacientes do local. Hoje, a equipe é multidisciplinar e oferece oficinas para os pacientes se sentirem úteis e produtivos, além de oficinas terapêuticas.

O terceiro local de visita foi a Policlínica de Samambaia, que oferta atendimentos com fonoaudiólogos, fisioterapeutas, psicólogos, terapeuta ocupacional, geriatra, neurologista, cirurgião geral, mastologista e cardiologista. O local atende pacientes encaminhados pela regulação. A última visita foi à UPA de Samambaia, onde o secretário de Saúde percorreu a unidade e viu como estava a situação naquele momento.

Com informações da Secretaria de Saúde do DF