O autor da homenagem, deputado Roosevelt Vilela, fez um amplo balanço de sua atuação na CLDF, especialmente relacionada ao Corpo de Bombeiros, discorrendo sobre a destinação de recursos por meio de emendas ao Orçamento e leis aprovadas que beneficiam o CBMDF e seus integrantes

Uma homenagem ao Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) marcou o retorno das sessões solenes da Câmara Legislativa, na noite desta quinta-feira (1º). Seguindo as normas sanitárias vigentes, a solenidade foi realizada no auditório da Casa e reuniu autoridades, integrantes da corporação e familiares para celebrar os 165 anos da corporação e os 57 anos da instalação do primeiro grupamento na capital federal. O autor da iniciativa, deputado Roosevelt Vilela (PSB), destacou o reconhecimento unânime da sociedade à instituição. “Todos construímos esse legado”, afirmou o distrital.

Oriundo da corporação, o parlamentar fez um amplo balanço de sua atuação na CLDF, especialmente relacionada ao Corpo de Bombeiros, discorrendo sobre a destinação de recursos por meio de emendas ao Orçamento e leis aprovadas que beneficiam o CBMDF e seus integrantes. Enfatizou ainda que “outras instituições têm como missão salvar vidas, mas não alcançaram e mantiveram a mesma credibilidade dos bombeiros ao longo da história, no mundo inteiro”.

O comandante do CBDF, coronel William Augusto Ferreira Bonfim, apresentou um “relatório” sobre as ações da corporação, desde iniciativas de combate à transmissão do coronavírus entre os bombeiros e seus familiares até a capacidade de atendimento, representada pela frota de unidades de resgate e ambulâncias que, segundo ele, é a maior do país per capita. Também evidenciou a chegada da militar Helen Ramalho ao posto de coronel, o mais alto da instituição, que conta com cerca de 700 mulheres em seus quadros.

Por sua vez, Paco Britto, vice-governador do DF, listou as iniciativas do governo voltadas ao CBDF, como obras de construção e reforma, aquisição de viaturas, incluindo embarcações, bem como a reposição do efetivo. “Ao longo do tempo, presenciamos uma disputa ferrenha no setor de segurança, agora vemos as corporações integradas”, declarou.

Secretário executivo de Segurança Pública do DF, Milton Neves observou que “a  coordenação das forças de segurança tem garantido a excelência do setor, cujos indicadores apontam para o respeito aos direitos humanos” e acrescentou que o Corpo de Bombeiros “é exemplo para todos”. A corporação também foi parabenizada pelo chefe do Estado Maior da Polícia Militar do DF, coronel Danilo Nunes. Em nome da Secretaria Nacional de Segurança Pública falou o secretário adjunto do órgão, Juruebi de Oliveira, que já integrou o CBMDF e saudou os ex-companheiros.

Ao longo da solenidade, foram exibidos vídeos que mostram o trabalho dos bombeiros militares e foram executados, por componentes da Banda de Música do CBMD, o Hino Nacional e a Canção do Soldado do Fogo. No encerramento, foram entregues Moções de Louvor, aprovadas pelo plenário da Câmara Legislativa, homenageando dezenas de bombeiros, “reconhecendo os relevantes serviços prestados à população do Distrito Federal”.

Marco Túlio Alencar - Agência CLDF