Unidade é referência no atendimento de pacientes com transtornos psiquiátricos no DF

O Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) completou 45 anos nesta terça-feira (18), em clima de comemoração de servidores e pacientes. Houve um café da manhã especial seguido por apresentação da Banda do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) e, no decorrer do dia, atividades lúdicas com o público atendido.

O HSVP possui equipe multidisciplinar  formada por psiquiatras, psicólogos, fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, terapeuta ocupacional, nutricionista e assistente social. Além disso, o hospital tem residência médica em psiquiatria.

Pacientes e servidores comemoraram a melhoria da assistência para tratar transtornos psiquiátricos | Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Saúde

Melhorias em estrutura e assistência

O diretor do HVSP, Paulo Porto, fez questão de parabenizar toda a equipe da unidade pelo trabalho exercido diariamente e destacou as mudanças que o hospital sofreu ao longo dos anos, quando se transformou em Referência Distrital no atendimento psiquiátrico.

“Fico muito feliz de estar aqui comemorando os 45 anos do Hospital São Vicente de Paulo, que mudou muito com o passar dos anos. Foram feitas melhorias em toda a estrutura, adequamos a quantidade de pacientes na unidade, sem contar que a assistência melhorou bastante. Hoje, temos um local digno para os servidores trabalharem e para atender bem os pacientes”, destacou.

Tratamento humanizado orienta os cuidados com os pacientes. Pronto-socorro funciona 24 horas para receber pessoas com surtos psiquiátricos

Crise 

De acordo com Porto, é realizada uma média mensal de 1,3 mil atendimentos no pronto-socorro do HSVP e de 800 atendimentos no ambulatório. O hospital possui atendimento 24 horas no pronto-socorro e recebe pacientes em surtos psiquiátricos no sistema portas abertas, além de pacientes encaminhados de outras unidades. O tempo médio de internação varia entre sete e 15 dias, até estabilizar a crise psiquiátrica.

“Todos os nossos atendimentos são humanizados, e oferecemos diversas atividades para que nossos pacientes ocupem o tempo durante o tratamento. Após a crise psiquiátrica tratada, geralmente encaminhamos para atendimento ambulatorial aqui ou na Atenção Primária”, explicou o gestor.

O bloco de internação, pronto-socorro e enfermaria receberam reformas recentemente. As melhorias e adequações foram feitas nos banheiros, parte hidráulica e elétrica.

Com informações da Secretaria da Saúde