Vantagens foram apresentadas no lançamento da versão 3.0 da plataforma; interessados poderão obter mais documentos e informações pela internet

Após o lançamento da nova versão do Geoportal, nesta quarta-feira (7), a  Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) informou que vai anunciar um cronograma de cursos e treinamentos para a melhorar o uso da plataforma em gestão urbana e transparência pública.

A versão 3.0 apresenta melhor desempenho, uma interface mais amigável e maior facilidade para acessar os serviços. Essas foram algumas das vantagens trazidas pela nova atualização do Geoportal, que modernizou as ferramentas de gestão urbana e transparência pública.

As novidades foram apresentadas em um evento on-line que, transmitido pelas plataformas Seduh Meeting e YouTube, contou com a presença virtual de aproximadamente 500 pessoas.

Participaram profissionais liberais, servidores das administrações regionais, das secretarias do GDF, Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios (MPDFT) e Polícia Civil do DF.

Navegabilidade mais rápida

Por meio de formulação de perguntas, os presentes ao evento puderam tirar dúvidas sobre as atualizações e fizeram sugestões com relação às mudanças.

Com a nova versão, o consumo de memória do portal está menor, o que permite uma navegabilidade mais rápida pela ferramenta. A medida é importante, uma vez que a plataforma recebe, em média, mais de 40 mil acessos por mês.

Desde que foi lançado pela Seduh, em setembro de 2016, o portal já contabilizou 1.178.544 acessos até março deste ano. Isso porque é usado tanto por técnicos do governo quanto pela população interessada em pesquisar informações urbanísticas, como arquitetos e engenheiros.

Busca por endereço

Encontrar os serviços também ficou mais fácil agora. Ao acessar o Geoportal, esse já oferece uma carta de serviços que estão disponíveis pela Seduh. Outra mudança solicitada há muito tempo pela população é a busca de dados pelo endereço do lote, baixando somente os dados desejados.

“Manter o aprimoramento, as melhorias e criar novas funcionalidades nessa ferramenta é essencial. Ela é utilizada não só dentro do governo, mas por diversos profissionais e entidades”, informou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira. “Apesar de ser uma ferramenta coordenada pela Seduh, é uma instrumento de toda a sociedade, gratuito e público, que propicia uma transparência ativa das informações”, ressaltou.

Emissão de documentos

Entre as novidades, o conjunto de programas para desenvolvimento do portal também foi atualizado. Isso possibilita a emissão de relatórios e elaboração de análises mais complexas – por exemplo, a emissão de documentos como a Certidão de Parâmetros Urbanísticos e a Cota de Soleira.

De acordo com a secretária executiva da Seduh, Giselle Moll, o novo upgrade desenvolvido pela equipe da pasta contribui para manter a qualidade dos serviços e garantir mais independência à população no acesso às informações.

“A proposta do Geoportal e da Seduh é dar autonomia ao cidadão. Assinávamos por mês cerca de 20 certidões urbanísticas, mas, com as novas ferramentas apresentadas hoje, não será mais preciso recorrer a Seduh para ter esse documento, assim como a Cota de Soleira”, destacou Moll.

Durante a apresentação, a coordenadora do Sistema de Informações Territoriais e Urbanas (Siturb) da Seduh, Litz Bainy, apontou outras vantagens trazidas pela nova versão. Entre elas, a apresentação de tabelas que informam sobre habite-se, alvará e projetos vinculados a um lote, além da disponibilidade de ferramentas para as administrações regionais cadastrarem informações on-line.

“Esperamos que essas facilidades atendam cada vez mais aos anseios da população”, comentou Litz Bainy.

Informações

No Geoportal é possível encontrar mapas urbanos, sistemas de redes de água e esgotamento sanitário, informações sobre vias e ciclovias e todas as normas urbanísticas já aprovadas para áreas regularizadas e em processo de regularização no DF (a depender do estágio em que se encontram).

O site oferece acesso a dados georreferenciados do território e da população do DF. Com isso, reúne informações sobre diferentes referenciais, como áreas passíveis de regularização, linhas do metrô, obras públicas, entre tantas outras, com todos os dados dispostos em um mesmo espaço e disponibilidade para quem tiver interesse em acessar.

A ferramenta, desenvolvida e gerida pela Seduh, possui cerca de 170 camadas de dados. A busca pode ter recorte amplo, por setores e região administrativa, ou mais detalhado, como quadras, conjuntos e lotes.

Outros órgãos podem solicitar a inclusão de dados no Geoportal. Para tirar dúvidas sobre a plataforma, as perguntas devem ser enviadas para o e-mail geoportal@seduh.df.gov.br.

Com informações da Seduh