Com um GPS, PMs identificam 132 endereços do Sol Nascente para ajudar nos atendimentos aos chamados e reforçar o monitoramento ostensivo

Com o objetivo de agilizar o atendimento a ocorrências na região do Sol Nascente, dois oficiais do 10º Batalhão de Polícia Militar de Ceilândia decidiram fazer um mapeamento dos endereços da cidade. Em pouco menos de uma semana, a dupla identificou 132 endereços por meio de uma funcionalidade do Google Maps, aplicativo de GPS (sistema de localização por satélite) para smartphones.

O Sol Nascente/Pôr do Sol tornou-se a 32ª região administrativa oficial do DF em agosto de 2019, após o desmembramento de Ceilândia. Com cerca de 100 mil moradores, a localidade era formada por chácaras, que foram parceladas com o passar do tempo, criando diversos endereços. No entanto, muitos deles foram concebidos de maneira aleatória, sem seguir uma ordem definida.

Essa situação dificulta a locomoção de equipes de diversas corporações pelas ruas do Sol Nascente, e acaba por atrasar a chegada de viaturas que são chamadas para atender situações de emergência. Pensando nisso, os policiais C. Santos (Charles Santos) e Cunha (João Pedro Cunha) decidiram mapear o Sol Nascente durante o patrulhamento que realizam na cidade.

Ambos estão lotados no 10º BPM, que atende Ceilândia Norte e Sol Nascente. Com os endereços agora visíveis por meio do dispositivo de georreferenciamento, o trabalho dos policiais já ficou mais eficiente, como constata o soldado C. Santos. “Eu mesmo já utilizei, outros companheiros já nos informaram também. A gente viu essa necessidade, fomos mapeando e nomeando, colocamos agora em ordem e ficou bem bacana”, avalia.

Além da Polícia Militar, as marcações no GPS feitas pelos soldados, beneficiam também o Corpo de 

Bombeiros e o Samu, e em breve serão disponibilizadas para toda a comunidade. O administrador regional do Sol Nascente/Pôr do Sol, Cláudio Ferreira, elogiou a iniciativa dos policiais do 10º BPM: “Vem para contribuir e ajudar a atender as demandas da comunidade, que está em processo de regularização depois de uma expansão desordenada. Mais um braço para ajudar o poder público”.

O gestor também relatou que o GDF já está trabalhando junto com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos para solucionar a questão dos endereços no Sol Nascente e no Pôr do Sol.

 Com informações da Secretaria de Segurança Pública